'A Escrava Isaura' será exibida na TV Brasil a partir do dia 12

A TV Brasil comprou os direitos da novela A Escrava Isaura, sucesso da Record de 2004, e vai exibir o folhetim a partir de quarta-feira (12), às 20h. Baseada no romance homônimo escrito por Bernardo Guimarães, em 1875, e com texto de Tiago Santiago e Anamaria Nunes, a trama estreia no canal após a repercussão positiva da novela Os Dez Mandamentos (2015), obra que elevou a audiência da emissora do governo federal.

Denilson Morales, diretor de conteúdo e programação da EBC (Empresa Brasil de Comunicação),  ressalta que a exibição de A Escrava Isaura “vai ao encontro da missão da estatal, de fomentar a cultura”. “A nova atração também reforça um dos pilares da Empresa, que é o de fortalecer a valorizar as produções nacionais”. Morales conta também que o comitê de programação e rede da EBC selecionou a novela entre diversos conteúdos prospectados por se tratar de um remake, gravado em 2004, de uma das novelas de maior sucesso da televisão brasileira e mundial, que em outubro de 2021 completou 45 anos desde a estreia.

“Esse é um dos motivos pelo qual a história narrada torna-se atrativa para o telespectador. Vale lembrar que a primeira versão da novela é de 1976 e foi vendida para mais de 80 países, sendo o primeiro grande sucesso mundial da Rede Globo de Televisão”. Com 167 episódios de aproximadamente 45 minutos de duração por capítulo, a trama principal acompanha os desafios vividos pela escrava Isaura, interpretada por Bianca Rinaldi, sobre os desmandos de Leôncio, papel de Leopoldo Pacheco. Théo Becker, como o abolicionista Álvaro, e Renata Dominguez, como a cruel Branca, também são protagonistas.

A novela, que foi reprisada pela última vez na Record entre 7 de outubro de 2019 e 18 de agosto de 2020, tem ainda a atuação de nomes conhecidos da dramaturgia brasileira como Patrícia França, Mayara Magri, Jackson Antunes, Maria Ribeiro, Caio Junqueira (1976-2019), Gabriel Gracindo, Paulo Figueiredo e Ewerton de Castro. A direção-geral é de Herval Rossano (1935-2007). Os veteranos Rubens de Falco e Norma Blum fazem participações especiais no início da trama após serem protagonistas na versão da novela em 1976. O galã ficou conhecido internacionalmente como o vilão Leôncio e retorna para interpretar o Comendador Almeida, pai do personagem. Já Norma Blum fez Malvina, casada com Leôncio, na primeira obra e agora vive Gertrudes, madrinha de Isaura.

A Empresa Brasil de Comunicação adquiriu os direitos de exibição do clássico. O contrato de licenciamento permite exibir a novela da Record pela emissora, pelas afiliadas da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP), pela TV Brasil Web e pelo aplicativo TV Brasil Play. A TV Brasil também terá outras novidades ao longo da programação de 2022: mais uma novela está em fase final de negociação.

TV Pop

Postar um comentário

0 Comentários